Destino: escolha ou fatalidade?

Antes que seus desejos ou medos se concretizem, você os constrói no cenário da sua imaginação. É nessa etapa que você escolhe estimulá-los ou negá-los, repudiando-os do pensamento. À medida que reconhecer essa verdade, você poderá manifestar a sua capacidade de alcançar coisas extraordinárias.

O DESEJO é uma grande força materializadora. Mas se você não o canaliza pelas vias da VERDADE e da JUSTIÇA, poderá colher dissabores. A sua maior sabedoria está em pedir a Deus o que é justo, o que é seu por direito Divino. Assim, você se protege da sua vontade pessoal, amiúde, motivada pela sua percepção míope da verdadeira felicidade.

Quando você abandona a sua própria vontade e deixa que Deus aja por você, fatalmente, você alcança o que deseja. Porque os fins dos seus desejos sempre estarão ancorados na sua plenitude, paz e felicidade. Deixe que a Inteligência Infinita o conduza, pois ela é perfeita e sábia. Enquanto você enxerga a sua urgência circunstancial, Deus vê o todo. Ele conhece o que precede e o que vem depois. Ele alcança o seu coração, as suas necessidades. A sabedoria de Deus é magistral.

Não se deixe abater pelos meios, porque, além do deserto, há um grande lago de água fresca. Mas não se isente da sua responsabilidade moral. Preocupe-se em fazer a sua parte, semeando as suas melhores sementes no caminho. E quando a colheita chegar… Ah! Como será maravilhoso!

Aquilo que você realmente acredita irá se manifestar na sua vida. Antes de aceitar uma teoria, examine bem os seus princípios, porque deles brotarão as consequências que vão “costurar” o seu destino. Se você não tiver uma crença firme, você será uma pessoa vacilante e instável, incapaz de traçar um plano, uma diretriz, um prospecto de evolução. A sua vida precisa ser regida por uma lei que seja embasada nos princípios divinos.

A Lei do Carma é causa e efeito ao mesmo tempo. Se você tem livre arbítrio, você pode escolher esperar passivamente que a lei mude o cenário da sua vida (o que deve ocorrer no devido tempo), ou você pode modificá-la no presente, pondo em atividade novas causas, através da sua mudança de atitude. Só depende da sua vontade, e esta, só é limitada pela sua falta de conhecimento da Vontade Divina.

A Lei da Graça e do Perdão reconcilia você com o Criador, produz completa transformação em seu íntimo e faz de você um novo homem ou uma nova mulher. Mas como vencer a Lei do Carma e se colocar sob a Lei da Graça e do Perdão? É necessário perdoar a todos, independentemente do que lhe tenham feito. É preciso esquecer também os seus próprios erros, por maiores que sejam.

A Lei do Carma, cuja colheita é consequência do que semeia, não deixa de existir por você se colocar sob a Lei da Graça. Porém, você vence os seus efeitos externos por meio de uma Lei Superior que lhe eleva acima das leis de causa material. Quanto mais você conhece as Leis Divinas e as aplica em sua existência, mais você conquista uma vida alinhada aos princípios da harmonia, do amor, da verdade e da justiça.

Foto: https://br.pinterest.com/pin/574349758719375941/

Gostou deste insight? Deixe seu comentário abaixo: