Os cinco princípios fundamentais da prosperidade

Se você alimenta a crença de que a única forma de você prosperar é através do trabalho árduo, da renúncia e do sacrifício, assim deve ser a sua vida. Realmente, agindo contra o que você acredita, você dá uma ordem contrária ao universo e, fatalmente, anula os seus esforços. A verdade é que tudo o que você crê determina a sua realidade.

O trabalho árduo, a privação e o acúmulo de recursos, como forma de fazer riqueza, são expressões repetidas de pais para filhos, de geração para geração. Mas esse pensamento está ancorado numa falsa compreensão da natureza, pois sugere um conceito de limitação ao poder divino.

É um grande equívoco não confiar nas suas riquezas internas, na força criadora do espírito de Deus – que habita em você – e considerar que a sua verdadeira riqueza provém de uma fonte externa.

Tudo que você precisa para usufruir da verdadeira riqueza é se identificar com o ESPÍRITO DA PROSPERIDADE. Aprenda a desenvolvê-lo a partir de cinco princípios fundamentais:

  1. Comece sendo próspero em seus pensamentos. O modo de pensar próspero, consiste em cultivar o sentimento de que você possui toda espécie de riqueza, e que você pode distribuir aos outros generosamente, porque, assim fazendo, você abre caminho para maior suprimento.
  1. Amplie o seu entendimento acerca da riqueza material: o dinheiro não é a raiz do mal, mas sim, o amor ao dinheiro. A riqueza material empregada da forma correta, através da compreensão de sua relação com as riquezas espiritual e intelectual, deixa de ser empecilho para o seu aperfeiçoamento. Se você compreender realmente o espírito da prosperidade, você não precisará fingir que despreza o dinheiro, nem atribuíra a ele, um valor que ele não tem. O espírito da prosperidade é a atitude mental mais afastada do amor ao dinheiro, pois não depende dele.
  1. Faça o seu dinheiro circular, acreditando que a generosidade vivenciada em sua grandeza, lhe fará prosperar sob todos os aspectos. Observe que a vida só se mantém onde há circulação, a exemplo do seu organismo e do sistema solar. À medida que as suas riquezas circulam, você expande a ingressão de fluxo nos planos intelectual, espiritual e material. E de uma forma extraordinária, você experimenta uma riqueza superior, aquela que você recebe de Deus e que não pode ser avaliada em dinheiro. Quando esse princípio se tornar claro em sua mente, você vai estar muito mais atento ao “dar” que ao “receber”.
  1. Nunca pense que você é pobre, nem que você necessita receber benefícios dos outros para viver. Mas veja-se como um centro de distribuição, e quanto melhor você exercer as suas funções centrais, maior será o seu fluxo de recebimento.
  1. Se a sua riqueza no plano material ainda não é abundante, você sempre terá algo a dar, seja o seu conhecimento, a sua sabedoria ou o seu serviço. Agindo dessa maneira, você já estará pondo em prática o espírito da prosperidade e fazendo a sua riqueza circular.

Seja um instrumento cada vez mais poderoso para expansão da vida dos outros. Viva e ajude os outros a viverem é o lema do verdadeiro espírito da prosperidade. Assim funciona a lei universal de atração. Quem mais dá, sincera e desinteressadamente, mais prospera.

Foto: https://br.pinterest.com/pin/615163630320625908/

Gostou deste insight? Deixe seu comentário abaixo: